As Primeiras Impressões Sobre o Sistema de Conversão Neptune Art Lens: Benjamin Hampson

2017-06-01

Benjamin Hampson reside em Londres, Reino Unido e usa a fotografia como a sua própria forma de expressão. Gosta de documentar diferentes culturas com o objectivo de capacitar as pessoas através do seu trabalho. Emprestámos-lhe o Neptune Convertible Art Lens System para a testar.

Nome: Benjamin Hampson
Localização: Newington Green, Londres
Profissão: Fotógrafo
Website/Social Media links: www.benjaminhampson.com
Outros interesses para além da fotografia? Adoro fazer maratonas e um prato de boa comida. Isso abre a minha mente e permite-me focar em projectos e formular ideias. Eu diria que os maiores interesses envolvem seriamente a fotografia e a ampliação manual da mesma. Adoro imergir no quarto escuro e brincar com a textura e tom para criar narrativas. Amo a minha família e somos uma família numerosa com a maioria do lado do meu pai porque é irlandês. Todos eles são incrivelmente musicais e divertimos nos muito. Viajar, claro, e café, passear com a minha namorada que é arquitecta e ensina-me muitas coisas. Por último, música, especialmente um pouco de Jazz para me deixar com aquele espírito para fazer qualquer coisa.

Foto tirada com a Despina 2.8/50mm Art Lens

Olá! Fala-nos sobre o teu percurso na fotografia.

Na minha família somos todos muito criativos, eu sempre estive envolvido com um grupo de pessoas apaixonadas por usar as suas mãos para fazer arte. Tive o meu primeiro quarto escuro na parte detrás do meu jardim durante a minha adolescência e fiquei viciado. Comecei a fazer handprints das paisagens que eu captava das árvores e dos lagos nos parques. Fiz os primeiros disparos de velocidade lenta do obturador. Então comecei a ver as minhas imagens a surgir lentamente e completamente no papel no quarto estudo - tudo super mágico. Fui estudar arte e fotografia, fui para a Universidade de Middlesex onde tirei um BA na área e, desde então, estou constantemente a realizar projectos pessoais, bem como a trabalhar para revistas, etc.

Foto tirada com a Thalassa 3.5/35mm Art Lens

Como designas o teu estilo de fotografia?

Bem, acho que meu estilo adaptou-se e evolui. Não acho que é saudável ser demarcado por um estilo. O mundo fotográfico move-se rapidamente e as pessoas podem facilmente com o tempo desvincular-se de um estilo. É como estares acima do movimento com sensibilidade tendo um ethos de fazer com que as pessoas fiquem com a experiencia de ficarem ainda mais bonitas quanto possível. Fico aborrecido muito facilmente, mas a coisa mais importante além do estilo é o conteúdo das imagens que fazes. Diria que a técnica, às vezes, é secundária.

Qual foi a tua primeira impressão ao veres e segurares o Sistema de Conversão Neptune Art Lenses?

Na verdade, eu estava em choque. Pensei que iriam ser pesados. As objectivas são pequenas, versáteis e têm um peso agradável. Incrivelmente fáceis de anexar ao conversor de objectiva e foi uma das primeiras vezes que usei uma nova objectiva brilhante durante estes anos todos. A qualidade da imagem é muito boa.

Foto tirada com a Despina 2.8/50mm Art Lens

Como é que o Sistema de Conversão Neptune Art Lens System se encaixa no teu estilo?

Fácil. Apenas tento fazer os meus trabalhos todos em película, mesmo para coisas comerciais porque é o mais confortável para mim. Podes utilizar este sistema num corpo digital ou num corpo analógico. Adoro como a sua abertura se comporta com uma objectiva antiga mas numa versão muito mais brilhante.

Podes partilhar qual é a tua melhor fotografia e qual a história que está por detrás dela?

Eu fotografei a Natasha, que é uma linda mulher que conheci num evento nepalense em Londres. Tenho fotografado a comunidade nepalesa em Londres há algum tempo e adoro a cultura e os costumes do povo nepalês. Existem muitas tribos. Natasha faz parte da tribo Limbu e eles usam essas incríveis peças de ouro na cabeça que lhe foram entregue através das gerações dos seus avós. A roupa tem uma profundidade tão rica nos tons e há também muitas outras tribos que tenho fotografado como o Gurung - eles usam tons de vermelhos profundos e peças de ouro mais simples. Eu fotografo muitas comunidades e acabei por invadir os seus eventos que costumam estar esgotados.

Foto tirada com a Despina 2.8/50mm Art Lens

Alguma dica que tenhas de ter em mente ao utilizar o Sistema de Conversão Neptune Art Lens?

Eu achei bastante simples se dominares bem a tua câmara. Apenas certifica-te que as mantens seguras e limpas. São óptimas objectivas e, definitivamente, são fantásticas e leves para levar de viagem.

-----

Voltámos ao Kickstarter com o Sistema de Conversão Neptune Art Lens — para garantir que tens tudo o que precisas para qualquer oportunidade fotográfica. Com três objectivas frontais intermutáveis e com distâncias focais fixas de 35mm, 50mm ou 80mm, estás preparado para qualquer situação de disparo com apenas um único sistema de objectiva. Este Sistema inclui seis placas de abertura especiais que criam um bonito e delicado efeito bokeh para que possas criar imagens impressionantes com intermináveis combinações criativas. Inspirado pela invenção original de Charles Chevalier e redesenhada com um design liso e lustroso, esta objectiva multi-revestida é a opção ideal para iniciantes e profissionais de fotografia seja em analógico ou digital.

Vai agora à nossa página Kickstarter e poupa até 45% no Sistema de Conversão Neptune Art Lens e ainda obtens vários extras exclusivos!

Escrito por Lomography on 2017-06-01 #noticias #pessoas

Artigos ainda mais interessantes