As nossas 10 regras de ouro - elas são a essência do nosso lema "Não penses, apenas dispara"! Afinal, a Lomografia é tudo sobre nos divertirmos enquanto tiramos boas fotografias, por isso memoriza-as ou quebra todas as regras; de qualquer maneira, está preparado para libertar as tuas inibições fotográficas cá para fora!

Regra #1

Leva a tua câmara para onde quer que vás

  • Leva a tua câmara para onde quer que vás
  • Leva a tua câmara para onde quer que vás
  • Leva a tua câmara para onde quer que vás

Como qualquer paixão, nunca podes planear ou prever a lomografia. É como se a tua voz interior e os teus desejos mais profundos trabalhassem ao mesmo tempo. A Lomografia espera por ti em esquina te para dizer "Hey amigo, queres ir dar um passeio?" Também nunca sabes quando é que surge a próxima oportunidade para tirar uma foto instantânea. Talvez seja quando estiveres a escovar os dentes durante a manhã, talvez seja quando estiveres no topo de Machu Picchu. As melhores fotos virão daqueles momentos de espontaneidade e impulsividade que nunca poderás planear.

Regra #2

Em qualquer altura - dia e noite

  • Em qualquer altura - dia e noite
  • Em qualquer altura - dia e noite
  • Em qualquer altura - dia e noite

Cada segundo é especial; cada momento é momentâneo. Tu não vives apenas no nascer do sol, durante o dia, nas férias e no teu aniversario, correcto? Começa a pensar desta forma sobre as tuas fotografias! A tua câmara está carente por emoções, qualquer que seja o tempo, o dia da semana ou a hora. Por isso continua a fotografar; dá à tua memória um pontapé no rabo com o teu amor. Usa a tua câmara enquanto estás vivo!

Regra #3

A Lomografia não é uma interferência em sua vida, mas é parte dela

  • A Lomografia não é uma interferência em sua vida, mas é parte dela
  • A Lomografia não é uma interferência em sua vida, mas é parte dela
  • A Lomografia não é uma interferência em sua vida, mas é parte dela

A tua câmara é uma extensão de ti e dos teus desejos. Ela vê como tu vês, capta os sentimentos que tu sentes em cada foto, respira uma vida nova em cada foto e a cada dia que tu passas com ela. Prendê-a na tua mão enquanto passeias pelas ruas de Xangai e mantêm-a ao teu lado em cima da mesa de cabeceira enquanto dormes perto da praia em Santorini. Como Lomógrafo, não só fotografas uma situação, como és parte essencial da própria situação. A vida inspira Lomografia e a Lomografia inspira vida. A Lomografia é um poderoso sinal da tua existência, uma confissão constante da tua paixão pela vida e um campo magnético dos teus sentimentos mais intensos.

Regra #4

Tenta disparar a partir da zona da anca

  • Tenta disparar a partir da zona da anca
  • Tenta disparar a partir da zona da anca
  • Tenta disparar a partir da zona da anca

A tua câmara gosta de estar no momento, experimentando a vida e a vitalidade do ser. Não te escondas por trás dela; liberta-te de convenções absurdas. Não olhes através do visor; esquece as margens de segurança e livra-te da timidez! E porque é que uma foto deve ser sempre tirada enquanto estás em pé e a olhar através do visor? Se fizéssemos sempre isso em todas as fotografias, a perspectiva seria sempre a mesma. Que tal colocares a câmara abaixo dos joelhos no próximo disparo? Ou elevá-la tão alto quanto tu possas segurá-la acima da tua cabeça? Tu vais acabar por conseguir todo o tipo de fotos ousadas que nunca irás perceber como foram tiradas! Dá a ti uma oportunidade!

Regra #5

Aproxima-te o mais possível dos objectos que desejas lomografar

  • Aproxima-te o mais possível dos objectos que desejas lomografar
  • Aproxima-te o mais possível dos objectos que desejas lomografar
  • Aproxima-te o mais possível dos objectos que desejas lomografar

Uma parte essencial da existência lomográfica é chegar até ao fim das coisas e investigar o mundo a partir de dentro. É sobre intimidade e uma conexão com o que estás a fotografar. Odiamos a sensação de ser um voyeur com a câmara, a tentar fugir ao fundo. Queremos que estejas onde a acção está e que tires fotos que irão, literalmente, bater no fundo das tuas meias. Mais comunicação equivale a melhor lomografia. Chega perto, cada vez mais perto, não tenhas medo!

Regra #6

Não penses (William Firebrace).

  • Não penses (William Firebrace).
  • Não penses (William Firebrace).
  • Não penses (William Firebrace).

Lembraste de quando eras uma criança e tudo acontecia tão naturalmente e instintivamente? Quando toda a vida fluía e não era planeada e construída meticulosamente? Aqueles eram os bons velhos tempos certo? As coisas aconteceram e a vida toda foi um conto de fadas a desvendar-se. Cada momento era especial e tu não tinhas que pensar para que seja assim. Vamos voltar a esses dias. Atira ao mar toda a tua socialização intelectual, deixa o fluxo não filtrado de informação circular livremente. Sem ser tratado e sem classificação na tua mente. Atira-te, sente, percebe e dispara. Diverte-te! Fotografa o que te chama à atenção, o que te surpreende, o que te excita, seduz. As tuas melhores fotografias não serão as únicas que tu planeas. Elas vão ser aquelas que tu tirares cego, sem cuidado no mundo.

Regra #7

Sê rápido.

  • Sê rápido.
  • Sê rápido.
  • Sê rápido.

Vamos enfrentá-lo, a vida é rápida. Cada momento dura apenas isso - O momento. Cada segundo passa a correr e tu precisas de uma reacção rápida para capturares uma fotografia magistral. Pressão, pressão, pressão, pressão. Precisas de uma câmara que seja mais afiada que uma colher. Ou, pelo menos, mais afiada do que tu, se não conseguires isto! Então, cowgirls e cowboys: mantenham a calma no botão do obturador, ganhem coragem e sejam rápidos a apanhar a boleia do tempo e destino acidental. Segurem a respiração, sejam corajosos, agarrem a oportunidade, o movimento, o disparo. Divirtam-se e ajam rápido - isto é a Lomografia!

Regra #8

Não tens que saber o que fotografaste.

  • Não tens que saber o que fotografaste.
  • Não tens que saber o que fotografaste.
  • Não tens que saber o que fotografaste.

Se todos nós soubéssemos como iria acabar a vida, onde estaria a diversão e a excitação? A melhor coisa sobre cada dia é que tu não tens ideia de como é que ele vai ser. Estás totalmente livre para fazeres o que quiseres! E é o mesmo com a fotografia. Nós não tiramos fotos porque queremos registar a vida da mesma forma que um cientista procura através de um telescópio. Nós tiramos fotos porque queremos reviver a paixão, a emoção, a incerteza ou a tristeza daquele momento em particular. Então tudo flui, pisca os olhos e vê onde é que a foto acaba!

Regra #9

Depois de qualquer um

  • Depois de qualquer um
  • Depois de qualquer um
  • Depois de qualquer um

Assim que envias um rolo para revelar para o laboratório: Quem é aquela pessoa? O que é aquele turbilhão de cintilação de luz através da imagem? Como é que as cores acabam assim? Ou que desculpa dar a esta múltipla exposição? - Como é que isso aconteceu? O que é que eu estava mesmo a tentar fotografar? É por causa destes felizes acidentes que amamos a lomografia. As tuas fotos são uma gravação constante da vida em todas as suas anomalias, humores, formas, cores, rostos e desfoque. Abraçá-os, aprecia-os e não tentes analisá-los !

Regra #10

Não te preocupes com as regras

  • Não te preocupes com as regras
  • Não te preocupes com as regras
  • Não te preocupes com as regras

Agora, a lição mais importante. A vida é sobre permaneceres verdadeiro a ti mesmo, não ceder a regras, regulamentos ou normas. É tempo de descobrires a tua própria versão da Lomografia e tirares fotos nas quais expresses quem tu és e não quem te disseram que devias ser. Define os teus desejos mais íntimos, nunca pares de te mover, nunca pares de "lomografar"; acredita em ti próprio, foca-te nas coisas importantes e não importantes, desfruta a vida em todas as sua variações, esquece que tens câmara na tua mão e dispara até os teus olhos brilharem!